Clique-para-ampliar
Classe empresarial comemora desenvolvimento do Porto de Imbituba
Clique-para-ampliar
Com mais de 123 mil toneladas, 331 metros de comprimento, 69 metros de altura e 48 metros de largura, o primeiro navio gigante fabricado na Coreia do Sul atracou no Porto de Imbituba na última terça-feira (5). O navio Cap San Juan representa a primeira escala no porto de uma nova rota de navios gigantes vindos da Ásia, transportando contêineres para atender aos maiores mercados do mundo. A partir de agora, a cada semana um navio chegará a Imbituba dentro da nova linha comercial.
Serão 13 navios se revezando, o trajeto completo demora cerca de 90 dias, saindo de Busan, na Coreia do Sul, passando por China, Singapura, Malásia, Argentina e Uruguai, além do Brasil, antes de retornar à Coreia do Sul. Cinco empresas armadoras vão operar na linha de longo curso: Hamburg Sud, Hapag-Lloyd, Hyundai, NYK e ZIM.
Para o presidente do Porto de Imbituba, Rogério Pupo, a nova linha vai colocar o empreendimento em uma posição diferenciada, e garantirá competitividade para atrair outras linhas para diferentes regiões.
As associações empresariais da região Sul comemoram o resultado de uma reivindicação antiga. A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) havia emitido ofício à administração do empreendimento requerendo a abertura de linhas de longo curso. De acordo com os empresários, o Porto de Imbituba tem potencial para atrair o escoamento das cargas de madeira, por exemplo, para os Estados Unidos e também para Ásia, podendo obter liberações mais rápidas e menos onerosas. “Sabemos do potencial do nosso Porto e a abertura dessa nova linha é uma forma de trazer novas empresas e ampliar a competitividade no setor, agilizar a exportação e importação e ainda baixar os custos”, pontua o presidente da Acivale, Roberto Michels, que acompanhou o caso que pode trazer desenvolvimento também à região do Vale.

 Com mais de 123 mil toneladas, 331 metros de comprimento, 69 metros de altura e 48 metros de largura, o primeiro navio gigante fabricado na Coreia do Sul atracou no Porto de Imbituba na última terça-feira (5). O navio Cap San Juan representa a primeira escala no porto de uma nova rota de navios gigantes vindos da Ásia, transportando contêineres para atender aos maiores mercados do mundo. A partir de agora, a cada semana um navio chegará a Imbituba dentro da nova linha comercial.

Serão 13 navios se revezando, o trajeto completo demora cerca de 90 dias, saindo de Busan, na Coreia do Sul, passando por China, Singapura, Malásia, Argentina e Uruguai, além do Brasil, antes de retornar à Coreia do Sul. Cinco empresas armadoras vão operar na linha de longo curso: Hamburg Sud, Hapag-Lloyd, Hyundai, NYK e ZIM.
Para o presidente do Porto de Imbituba, Rogério Pupo, a nova linha vai colocar o empreendimento em uma posição diferenciada, e garantirá competitividade para atrair outras linhas para diferentes regiões.

As associações empresariais da região Sul comemoram o resultado de uma reivindicação antiga. A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) havia emitido ofício à administração do empreendimento requerendo a abertura de linhas de longo curso. De acordo com os empresários, o Porto de Imbituba tem potencial para atrair o escoamento das cargas de madeira, por exemplo, para os Estados Unidos e também para Ásia, podendo obter liberações mais rápidas e menos onerosas. “Sabemos do potencial do nosso Porto e a abertura dessa nova linha é uma forma de trazer novas empresas e ampliar a competitividade no setor, agilizar a exportação e importação e ainda baixar os custos”, pontua o presidente da Acivale, Roberto Michels, que acompanhou o caso que pode trazer desenvolvimento também à região do Vale.