Clique-para-ampliar
Facisc lança 3ª edição do programa Voz Única
Clique-para-ampliar
Durante a 16ª edição da Expogestão, em Joinville, também acontece na manhã desta quarta-feira (9), a assembleia da Facisc. Cerca de 100 presidentes de associações empresariais do Estado participam do encontro onde foi lançada a terceira edição do Programa Voz Única.
  O programa busca unificar a voz da classe empresarial em torno das questões e bandeiras em prol do desenvolvimento econômico de Santa Catarina. O objetivo do projeto é levantar as reais necessidades e os entraves ao desenvolvimento econômico do Estado. A ação ganhará este ano, além do diagnóstico que já foi feito em 2010 e 2014 e impresso em uma cartilha, um acompanhamento para saber o que andou ou não de lá pra cá.
O diretor executivo da Acivale, Dhiego Della Giustina, representando o presidente da entidade Roberto Michels, acompanhou o lançamento do programa. Para ele, a ação é pertinente para garantir que os pleitos da região serão ouvidos e cobrados dos governantes. "É essencial que as demandas de nosso Estado e principalmente da nossa região Sul, sejam documentadas. Toda a obra realizada pelo governo federal, estadual ou municipal precisa estar dentro do prazo determinado e do valor orçado para que se mantenha uma boa gestão dos recursos públicos. É época de renovação e de mudanças. Vamos fazer nosso Estado e nosso país mais competitivo para o mundo e sempre pensando no desenvolvimento coletivo", salienta. 

 
O programa
 
O Voz Única deve se tornar uma causa popular por meio de uma ferramenta de auxílio à gestão pública, dentro de um cenário desenvolvido e administrado pela classe empresarial do Estado. Ele ajuda a entender o que nosso Estado precisa para crescer e se desenvolver, levantando as dificuldades e reais necessidades. Esse conteúdo organizado pelas associações empresariais do Sistema Facisc integra uma importante cartilha chamada "O que SC precisa". As associações empresariais levantam as principais necessidades em cada região para elaborar a cartilha "o que SC precisa". Os representantes da Facisc percorrem o Estado promovendo encontros com candidatos e governantes, onde tudo o que foi levantado e priorizado é discutido e transformado em propostas e planos de ação. Depois compara-se as propostas de governo, as necessidades levantadas no diagnóstico e o que de fato tem sido realizado pela gestão pública. Ou seja, é uma memória interativa para que a população se lembre de tudo que foi solicitado, o que ainda precisa ser feito e para que nada caia no esquecimento.