Clique-para-ampliar
Municípios entrarão com recursos contra a instalação de fosfateira em Anitápolis
Clique-para-ampliar
Na luta pela preservação do meio ambiente e qualidade de vida da população, a Acivale se manifesta contra a instalação da Indústria de Fosfatados Catarinense (IFC) em Anitápolis. A empresa antes pertencente às multinacionais Bunge e Yara, agora adquirida pela Vale, pretende, em breve, explorar uma mina de fosfatos a céu aberto na comunidade de São Paulo dos Pinheiros, no município.
O ex-presidente da associação Elton Heidemann é um dos defensores da causa e possui amplo conhecimento sobre o processo que se estende há anos. Representando a Acivale, o empresário convoca as entidades a se engajarem nessa luta contra a instalação da IFC. Ressalta-se que ele está à disposição de todos que desejarem ter mais informações sobre o fato e que quiserem se unir ao movimento regional.
Elton participou de uma audiência pública com prefeitos e representantes de municípios na Amurel, no dia 25 de abril. O advogado da ONG Montanha Viva, autora da ação judicial contrária à instalação do empreendimento, Eduardo Bastos Moreira Lima, contextualizou o momento jurídico em que se encontra a ação. Após a explicação do advogado, os prefeitos decidiram que seus procuradores jurídicos vão fazer recursos individuais buscando que a ação seja julgada em seu mérito, isso para evitar novo pedido dos empreendedores e nova tentativa de implantação da fosfateira, com danos ambientais imensuráveis a toda a região, e muito mais impactantes ainda em caso de rompimento de barragem como o que ocorreu em Minas Gerais, nas cidades de Mariana e Brumadinho.
“Cada um dos prefeitos teve sua oportunidade de manifestação, o que foi feito por alguns deles, mostrando assim suas preocupações comunitárias. Deixamos aqui o agradecimento ao prefeito Beto Kuerten Marcelino por ter honrado sua palavra junto às lideranças e junto à comunidade num todo, compromisso assumido no dia do evento com os deputados na sede da Acit. Desta reunião espera-se movimento e ação. O prazo para recorrer estará encerrando no dia 25/05/2019”, explica Elton.